terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

O que a Terapia de Vida Passada e o Espiritismo tem em comum?

De: Flávio Braun Fiorda

Como espírita e terapeuta de vida passada, poderia afirmar algumas coisas. Em primeiro lugar, a TVP é uma linha de psicoterapia que trabalha com a hipótese científica da reencarnação, e partindo desse pressuposto, cremos que tudo que somos hoje, nossas qualidades, nossos defeitos, pontos fracos, pontos fortes, enfim, nosso temperamento e, principalmente nosso caráter, seria a somatória de todas as experiências agradáveis e desagradáveis que passamos desde a nossa criação, passando por todas as nossas vivências até o minuto que acabou de passar. Então, como reencarnacionista, parece que nada acontece à toa, fatos felizes e infelizes que passamos têm uma causa anterior.


Porém, essa terapia não é um privilégio de quem é espírita, pois ninguém é dono da verdade, não é mesmo? Afinal de contas, um trabalhador cumpridor de seus deveres pode realizar, em termos espirituais, muito mais do que aquele que reza, e só reza o dia inteiro... Sabemos que não se pode dar futilidade a esta terapia, visto que nosso inconsciente, este pequeno grande gravador de fatos da vida (de todas elas) , não se abre à toa, pois ele mesmo tem seu mecanismo de defesa. É claro, que parece, às vezes, no consultório, aquele tipo de paciente, que gostaria de se submeter à TVP, para saber se foi algum rei ou rainha de nossa rica história (em tempo, ninguém vai para querer saber se já poderia ter sido um escravo ou um mendigo, por exemplo).

Mas, o que vemos mesmo, é que nossos personagens do passado são pessoas comuns e normais como exatamente somos hoje. Outro motivo de grande procura é a curiosidade de se reconhecer parentes atuais em nossas vidas passadas, outro engano, pois não há o reconhecimento de ninguém. Nosso inconsciente e a própria espiritualidade não permite que isso aconteça. Só se vai saber o que for estritamente o necessário, porém nem sempre o que vem de conteúdo é aquilo que gostariamos de ter conhecimento.


A TVP, desde que praticada seriamente e com conceitos éticos, pode oferecer resultados muito bons ao paciente. E, como tudo isso é feito? É claro que procuramos a TVP é porque estamos sofrendo de alguma maneira, por exemplo: depressão, fobias, sindrome do pânico, etc. Porém se não houver um abrandamento de nosso caráter, nosso jeitinho de ser que parece que vem se repetindo por vidas sucessivas, não existe a cura para nada.


Qual de nós, em algum momento não demos uma rateada por nosso orgulho, egoísmo ou pela nossa prepotência? Coisas como paciência, tolerância, fé e resignação não estão escritas em nenhum livro de psicologia ou psiquiatria. E é exatamente isso que a TVP vem alertar aos pacientes, que, por exemplo, quisermos nos livrar de nossa depressão recorrente de anos de tratamento, com trocas mensais de medicamentos, caros por sinal, se eu continuo querendo tudo do meu jeito ou sou ranzinza, por exemplo.
A TVP vem para quebrar o círculo vicioso de nosso passado. Ou seja, se não houver uma reforma íntima, uma mudança de nosso padrão de comportamento não há cura.

Fonte: http://www.sbtvp.com.br/novo/artigoesp.html  e http://www.luzespirita.com/

Leia o Livro MUITAS VIDAS, MUITOS MESTRES de Brian Weiss.

3 comentários:

  1. Eu tenho uma enorme dúvida. Gostaria de saber se há uma possível explicação espírita para dificuldades em ter amigos. Se isso pode ser karma, e quais possibilidades de merecê-lo? Ou seja, o que você acha que poderia fazer com que uma pessoa carregasse-o, devido a que da vida passada?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No Espiritismo, a lei é a de "Causa e Efeito, e não o Karma (há uma diferença entre essas duas correntes e há uma matéria num blog espírita que explica bem isso: http://blog-espiritismo.blogspot.com/2008/01/lei-de-causa-efeito-vs-karma.html). Tudo é reparável e talvez seu problema não seja necessariamente espiritual. Caso seja (Não podemos dizer sem ao menos estudar a fundo), pode ser que você tenha tido muita inimizade com as pessoas com as quais você tenta manter uma amizade e por isso agora (nesta vida) encontra dificuldades para estabelecer uma amizade com elas. Não é recomendável que você "force" um relacionamento com pessoas que não queiram e sim esperar ou procurar amigos em outros círculos sociais. Você deve tentar entender o lado alheio para saber o porque de não aceitarem sua amizade. Me parece talvez que seu problema possa ser também psicológico. De qualquer forma, espero que tenha ajudado.

      Excluir
  2. ola queria sabe mais sobre essa questao de vidas passada no centro falaram pra mim que eu fui mae do meu namorado queria sbe mais algo sobre isso :D

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...