sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Passes

"E rogava-lhe muito, dizendo: Minha filha está moribunda; rogo-te que venhas e lhe imponhas as mãos para que sare, e viva." (MARCOS, Capítulo 5, versículo 23)

"Jesus impunha as mãos nos enfermos e
transmitia-lhes os bens da saúde.
Seu amoroso poder conhecia os menores desequilíbrios da Natureza e os recursos para restaurar a harmonia indispensável.
Nenhum ato do Divino Mestre é destituído de significação.
Reconhecendo essa verdade, os apóstolos passaram a impor as mãos fraternas em nome do Senhor e tornavam-se instrumentos da Divina Misericórdia.
Atualmente, no Cristianismo redivivo, temos, de novo, o movimento socorrista do plano invisível, através da imposição das mãos. Os passes, como transfusões de forças psíquicas, em que preciosas energias espirituais fluem dos mensageiros do Cristo para os doadores e beneficiários, representam a continuidade do esforço do Mestre para atenuar os sofrimentos do mundo.
Seria audácia por parte dos discípulos novos a expectativa de resultados tão sublimes quanto os obtidos por Jesus junto aos paralíticos, perturbados e agonizantes.
O Mestre sabe, enquanto nós outros estamos aprendendo a conhecer. É necessário, contudo, não desprezar-lhe a lição, continuando, por nossa vez, a obra de amor, através das mãos fraternas.
Onde exista sincera atitude mental do bem, pode estender-se o serviço providencial de Jesus.
Não importa a fórmula exterior. Cumpre-nos reconhecer que o bem pode e deve ser ministrado em seu nome."

EMMANUEL
Livro: Caminho, Verdade e Vida
Psicografia de Francisco Cândido Xavier


sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Problema do Sexo


"O Sexo é usina de força para a perpetuação da vida na terra.
Enobrecido, se transforma em nascente de bênçãos, e, conspurcado, se faz igualmente desditoso a serviço da enfermidade; sem embargo, nas lutas do sexo, constrói o lar e mantém-no através do matrimônio nobre, fazendo-te sustentáculo da alma que elegeste e sustentando-a, também, de modo a que os dois corpos sejam um só corpo e as duas almas se compreendam como se uma alma fora, prosseguindo na romagem carnal, animado, considerando a certeza de que a escassez de hoje traduz o abuso de ontem e de que ao amanhã resultará da utilização do patrimônio de agora. No entanto, em considerando os problemas do sexo, se caminhas a sós ou se estás em amargura, recorre ao amor nas bases éticas do Evangelho de Jesus, pois que só esse amor oferece comando reto para a felicidade de todas as criaturas."

Joanna de Angelis
Livro: Lampadário Espírita
Psicografia de Divaldo P. Franco

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Espiritismo é coisa do Demônio?



Durante muito tempo, o Espiritismo foi "vulgarizado" como uma doutrina "demoníaca". O contato com os mortos, traz um certo "medo" nas pessoas e com isso passam a repudiar o que não entendem. Ao invés de estudarem para descobrir e entender a lógica do Espiritismo, preferem denegrir com comentários ofensivos, dizendo que esses "contatos espirituais" poderiam ser demônios oportunistas alienando os seguidores da doutrina.

O principal argumento que usam, é a premissa de que ninguém voltou até hoje do além. Esse pensamento é um pouco inadequado nos tempos atuais, devido ao fato de que durante toda a história da humanidade houveram contatos mediúnicos, em diversas culturas, doutrinas e religiões. A ciência também tem se aproximado cada vez mais dessas experiências. Podemos ver como exemplo, o fato da Doutrina Espírita se basear em estudos científicos para comprovar seus fenômenos.

Outro fato inusitado, seria uma pergunta que levanto à vocês: Se esses demônios querem tanto nos corromper (ou seja, nos afastar de Deus), por que eles nos trazem mensagens de Deus? Mensagens de Caridade? De fazer sempre o amor ao próximo? Em busca da evolução espiritual? Não acham que ele tentaria falar mal dessas coisas que o Espiritismo na verdade prega?

No meu ponto de vista, um demônio iria tentar atrasar a nossa evolução, nos afastar da espiritualidade e nos aproximar do materialismo (coisa que é totalmente contrária ao paradigma espírita) ao invés de cultivar o bem ao próximo e a caridade acima de tudo.

OBS: Lembrando, que na Doutrina Espírita não existe esse conceito de "demônio". Para mais informações procure nas obras básicas do Espiritismo que nós temos para download. Basta clicar aqui.

Texto elaborado por Nícolas Queiros e Nonato Silva

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Vida, Sono e Sonho



O sono é uma forma de morte.
Diariamente, o Homem, ao deitar-se,
realiza um treino para esse fenômeno biológico terminal.
À semelhança da morte, em que o Espírito só se liberta com facilidade
do corpo mediante conquistas de desapego e renúncia,
no sono há uma ocorrência equivalente.
O Espírito sempre está em ação até onde podemos concebê-lo.
A inatividade não se encontra presente nas Leis da Vida.
O sono é uma necessidade para o refazimento orgânico.
Assim que o corpo adormece, e, às vezes, mesmo antes do sono total,
afrouxaram-se os laços que ligam o Espírito à matéria e ele se desprende,
parcialmente, rumando para os lugares e pessoas aos quais se vincula.
Graças a essa movimentação quando retorna ao corpo traz as impressões e lembranças que imprime no cérebro, constituindo-lhe o complexo capítulo dos sonhos.
Se alguém diz como e o que sonha é fácil explicar-lhe como vive nas suas horas diárias.
Dorme-se, portanto, como se vive, sendo-lhe os sonhos o retrato emocional da sua vida moral e espiritual.

Manoel P. de Miranda
Livro: Temas da vida e da morte
Psicografia de Divaldo P. Franco
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...