quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Responsabilidade e Destino


"O Criador, que estabelece o bem de todos como lei para todas as criaturas, não cria Espírito algum para o exercício do mal.
A criatura, porém, na Terra ou fora da Terra, segundo o princípio de responsabilidade, ao transviar-se do bem, gera o mal por fecundação passageira de ignorância que ela mesma, atendendo aos ditames da consciência, extirpará do próprio caminho, em tantas existências de abençoada reparação, quantas se fizerem indispensáveis.
É assim que o Supremo Senhor nos cede os dons inefáveis da vida, como sejam as bençãos do corpo e da alma e os tesouros do amor e da inteligência.
Do uso feliz ou infeliz de semelhantes talentos, resultam para nós vitória ou derrota, felicidade ou infortúnio, saúde ou moléstia, harmonia ou desequilíbrio, avanço ou retardamento nos caminhos da evolução.
Examina, pois, a ti mesmo e encontrarás a extensão e a natureza de tua dívida, pela prova que te procura ou pela tentação que padeces, porque o bem verte, puro, de Deus, enquanto que o mal é obra que nos pertence - transitório fantasma de rebeldia e ilusão que criamos, ante as leis do destino, por conta própria."

Autor: Emmanuel
Livro: Religião dos Espíritos
Psicografia: Chico Xavier

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...